Visitando a super Escola Estadual Francisco Escobar

Atualizado: 8 de fev.

Por Francielle Rezende


Em novembro de 2021, a equipe da Rádio Traquinagem teve a oportunidade tão esperada de ir até as escolas parceiras ver de pertinho o desenvolvimento do projeto. Foi um momento muito especial, com muitas trocas, curiosidades e intercâmbio de opiniões sobre os episódios.


Na Escola Estadual Francisco Escobar, todas as turmas estavam trabalhando em torno do episódio #8 “Princesas em Greve”. A professora Carolina Marques Gonçalves trabalha na biblioteca da escola, além de receber a equipe, mediou e estimulou o desenvolvimento do projeto.


Durante a visita ficou evidente a autonomia das professoras para trabalhar de acordo com as necessidades e interesse de cada grupo, de modo que a escuta do mesmo episódio tem objetivos e toma proporções diferentes, sem perder o seu propósito de estimular a reflexão sobre o tema transversal “igualdade de gênero”. Além disso, ficou claro como a disposição das professoras em trabalhar o gênero textual “manifesto”, abordado no episódio, foi importante para aproximar os estudantes desta linguagem jurídica, tão inacessível e ao mesmo tempo, tão necessária. Chamando atenção para a responsabilidade da escola em garantir esse trabalho, para formar cidadãos que se sentem pertencentes a essa linguagem e que tenham autonomia para ler e escrever o que tiverem vontade ou necessidade. Os resultados variam de acordo com a faixa etária e a proposta de cada professora. De maneira geral, os estudantes demonstraram fazer conexões da sua realidade com o tema, entender a problemática histórica e cultural da desigualdade de gênero e elaborar pensamentos críticos em torno do tema, apontando soluções coerentes e criativas na maioria das vezes.


Agora se ligue em alguns registros!


Turma do 5º ano conversando sobre a pesquisa histórica em torno da discriminação de gênero disparada pelo episódio #8 e se organizando para fazer a releitura da obra da artista transgressora Tarsila do Amaral


Clique aqui para assistir um pedaço dessa conversa


A Turma do 4º ano estudou sobre discriminação de gênero em diferenres culturas. Depois fez um registro de como entendem a desigualdade e a igualdade de gênero no seu cotidiano.

"Coisa de menino e coisa de menina?"

Para essa estudante, direitos iguais e liberdade de escolha tem a ver com estar confortável para decidir brincadeiras, roupas, desenhos animados, esportes e até mesmo assuntos em rodas em conversa.



Turma do 4º ano fazendo o registro artístico depois da pesquisa sobre pluralidade cultural inspirada no episódio #8

Clique aqui para ouvir o depoimento da professora Bárbara



Depois de ouvir o episódio #8, os estudantes do 2º e 3º anos estudaram sobre profissões e sonhos de mulheres, transgredindo da lógica do casamento arranjado para a lógica da independência financeira e liberdade de escolha.

Um bate-papo em torno no episódio com a Isabelle, estudante do 3ºano:

Equipe Rádio Traquinagem: Como o episódio #8 a gente descobriu que para mudarmos essas coisas que acontecem em nossa vida e que achamos muito injustas, o que precisamos fazer?


Isabelle: A gente tem que ter os nossos direitos.


Equipe Rádio Traquinagem: E você tem alguma ideia e como a gente faz para conquistar esses direitos?


Isabelle: Conquistar alguma coisa e mostrar para eles que a gente conseguiu o que eles disseram que a gente nunca ia conseguir.


Clique aqui para ouvir a entrevista na íntegra



A turma do 1º ano buscou referências de mulheres, que como a Liss (apresentadora mirim da Rádio) no episódio #8, não aceitou ficar de fora de nenhuma brincadeira e lutou por direitos iguais para todos e todas.


Criar condições de leitura e diálogos críticos é uma forma de elevar a qualidade e equidade da aprendizagem. Ser um instrumento deste processo é um dos propósitos da Rádio Traquinagem hoje, por isso, observar que a realidade destas salas de aula estão coerentes com o que acreditamos enquanto educação foi tão significativo para todos e para todas!

E aí, o que achou deste post? O que você pensa sobre igualdade de gênero? E sobre trabalhar esse tema nas escolas?


Posts recentes

Ver tudo